Aratinga solstitialis

Descrição

Fonte: Wikaves

Ameaçada de extinção

Também é conhecida pelos nomes de jandaia-sol, cacaué, nandaia, nhandaia, queci-queci e quijuba, a jandaia-amarela é uma ave da família Psittacidae encontrada na região amazônica.

Existem três espécies de jandaia bem distintas mapeadas no Brasil: a jandaia-verdadeira (Aratinga jandaya), que ocorre do Maranhão a Pernambuco e até o leste de Goiás; a jandaia-amarela (Aratinga solstitialis), típica da região amazônica, e a jandaia-de-testa-vermelha (Aratinga auricapillus), que ocorre desde a Bahia até o Rio Grande do Sul.

No estado de Roraima os registros compreendem nas localidades próximas ao rio Surumú e Contigo, em Boa Vista nas proximidades do Rio Branco sendo que o maior número de espécimes avistadas é na região do município de Normandia, que se estende desde a comunidade de Placas, passando pelas comunidade de Canavial e Camará onde estão as maiores concentrações até a divisa do Brasil com a Guiana Inglesa.

Tem grande demanda para cativeiro. A observação delas não é frequente nos limites de sua distribuição, por isso é considerada escassa, embora possa ser devido às migrações sazonais não serem bem documentadas.

Informação adicional

Sexo

, ,

Ano

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Criado à Mão

Não, Sim